BOLETINS


Boletins   <<voltar

Boletim Eletrônico Mensal - XVII - Número 666
22 de fevereiro de 2017

    VICE-PRESIDENTE DA ABPM MARCOU PRESENÇA NO 5º CONGRESSO DA RIPMA – REDE IBEROAMERICANA DE PROTEÇÃO DE MADEIRA


Realizado em Sacramento (Uruguai), o evento, que tinha 
como principais objetivos atualizar o setor de preservação de 
madeira sobre as novidades do segmento na América Latina, 
e promover maior interação entre os setores acadêmico e 
industrial, reuniu profissionais da indústria madeireira, 
universidades e instituições de pesquisa de países como 
Argentina, Bélgica, Brasil, Canadá, Chile, Costa Rica, EUA, 
México, Paraguai, Uruguai e Venezuela, além do Prof. Joris 
Van Acker, representante do IRGWP (International Research 
Group on Wood Protection).

A ABPM, representada por Elcio Lana (foto), e dois 
associados – Arch/Lonza (patrocinador, expositor e 
palestrante) e CM Venturolli (visitante) – participaram desse 
importante evento. Convidado para integrar uma mesaredonda, 
o vice-presidente da ABPM destacou o importante 
trabalho desenvolvido pela instituição junto aos órgãos 
normativos e reguladores, e as ações criadas visando a disciplina, qualidade e legalidade no 
setor de preservação de madeira, com ênfase no Qualitrat, selo de qualificação da ABPM. Lana 
também aproveitou a oportunidade para fazer uma explanação sobre o atual cenário do setor 
no mercado brasileiro.

Dentre as diversas propostas apresentadas pelos presentes à reunião plenária do 5º congresso da RIPMA estão:

  • a utilização da RIPMA como fonte da indústria de preservação de madeira na América Latina, para a 
    qual se criaria uma base de dados de cada país integrante da Rede;
  •  a criação de comissões formadas por voluntários de vários países que atenda às demandas do grupo 
    – uma das sugestões foi a organização de Webnários, com especialistas da Rede (ou não), que 
    abordem temas de interesse do grupo como tratamento de madeira, construções com madeira, 
    produtos de acabamento que evitam o fogo (ignífugos).
De acordo com Elcio Lana, o 5º Congresso da RIPMA foi uma excelente oportunidade para as empresas de tratamento de madeira tomarem conhecimento das novas tecnologias existentes no setor, principalmente as utilizadas pelos países desenvolvidos que usam a madeira tratada em larga escala. Além disso, destaca ele, “foi um momento importante para trocar experiências com profissionais e especialistas do meio acadêmico, indústrias químicas e instituições de pesquisa que atuam na área”.