BOLETINS


Boletins   <<voltar

Boletim Eletrônico Mensal - XVII - Número 668
08 de maio de 2017

                                                NOVOS DIRETORES ADJUNTOS REFORÇAM TIME DA ABPM

Na última edição do Preservação, a ABPM comunicou a criação de diretorias adjuntas 
e de comissões para tornar mais eficiente sua relação com os órgãos reguladores e 
diversos mercados de madeira tratada. E na segunda quinzena de abril, aconteceu a 
primeira reunião com todos os diretores da associação, além da coordenadora técnica, 
assessora de imprensa e assistente administrativa para alinhar a forma de atuação de 
cada parte envolvida e definir os passos seguintes.

A pauta da reunião abordou, entre outros assuntos, as ações dos diretores adjuntos, 
incluindo questões éticas, normas e procedimentos; o plano de ações da Diretoria 
Geral; a apresentação do evento Wood Protection; e o Qualitrat, programa de 
autorregulamentação do setor de madeira tratada. Para a ABPM, “é essencial uma 
maior aproximação com todos os associados de forma a motivá-los a nos apresentem 
suas experiências e realidades locais, e, além disso, a criação destas diretorias 
permite difundir e aproximar as ações da ABPM a centros importantes na produção e 
utilização da madeira tratada”.

Cada diretor já definiu seus objetivos e/ou primeiros passos. Jackson Cesar Correa 
Alves (Madtrat), de Relações com o Mercado, está “checando formas de realizar 
reuniões/workshops em regiões que têm grande potencial para produção/consumo de 
madeira tratada e assim colocar a ABPM mais perto dos associados”. Marcos 
Jachimek Flores (Terra Sol), da recém-criada Diretoria Adjunta Regional Sul, visa a 
aproximação com a usinas de preservação da sua região com o objetivo de aumentar 
o quadro associativo da ABPM para conseguir implementar ações propostas na 
reunião. Já o foco de Leonardo Puppi Bernardi (TWBrazil), responsável pela Diretoria 
Adjunta de Normatização, é a nova norma de construção em Wood Frame, 
coordenada pelo Sinduscon-PR e secretariada pela ABIMCI.

De maneira geral, todos reiteraram o compromisso de agir com espírito associativo, 
provendo, difundindo e zelando pelo nome da ABPM; diferenciar os discursos e ações 
da ABPM de seus interesses comerciais; e contribuir para a participação mais incisiva 
da entidade onde sua atuação se fizer necessária.

A ABPM aproveita a oportunidade para, mais uma vez, colocar-se à disposição para 
receber sugestões de novas comissões, que serão devidamente avaliadas quanto à 
possibilidade de implantação.